Dia Mundial do Banheiro

NOTÍCIAS

title_green_line_60px

Reserve a data: 19 de novembro é o Dia Mundial do Banheiro

Neste ano, o tema da data-calendário estabelecida pela ONU é “Valorizando os Banheiros” alertando para a precariedade do saneamento básico. No Brasil, a programação tem início no dia 19 e vai até 26 de novembro. 

O Dia Mundial do Banheiro não é apenas uma data no calendário para César Lopes, porteiro de um condomínio da zona nobre de Salvador, na Bahia. Pai de cinco filhos, ele mora em uma casa humilde na periferia da capital baiana. O saneamento é um problema na vida do trabalhador que, durante a pandemia, vivenciou situações difíceis, entre elas os sintomas da Covid-19. Na casa onde ele mora não tinha banheiro. “Só agora, após esforços da minha família, tenho dignidade em casa. Antes usava o banheiro que fica do lado de fora e dividia com o outro morador”. César fazia parte dos mais de 52% da população brasileira que não conta com cobertura adequada de esgotamento sanitário.

Dia Mundial do Banheiro: banheiro de César em construção. "Agora tenho dignidade"
Banheiro de César sendo construído: “a dignidade entrou em minha casa”

Para dar visibilidade às condições de esgotamento sanitário de César e outras 4,2 bilhões de pessoas do mundo inteiro que não têm acesso a saneamento básico, a Organização das Nações Unidas (ONU) incluiu o Dia Mundial do Banheiro ao seu calendário oficial.

Não há futuro sustentável sem banheiros

O DMB tem o propósito de celebrar os banheiros e chamar a atenção para quem não tem um em casa, buscando alcançar o Objetivo 6 de Desenvolvimento Sustentável da ONU: água e saneamento para todos até 2030. Ou seja, são apenas nove anos para resolver a falta de saneamento básico que se trata de séria violação de direitos humanos. Pois, há 11 anos, resolução da ONU declarava o acesso à água potável e ao saneamento básico como direito humano essencial. 

“Todos devíamos nos preocupar com os banheiros. Se você tem um, agradeça. Viver sem um banheiro é sujo, indigno e perigoso”. A ONU explica o mote para este ano: “Valorizando os Banheiros”. O tema é significativo especialmente para 3,6 bilhões de pessoas que não têm um banheiro funcional em casa, segundo dados da própria Organização.

De acordo com a ONU, não haverá um futuro sustentável sem banheiros e os governos devem acelerar o trabalho para que todas as pessoas tenham um banheiro em casa até 2030. No Brasil, o saneamento básico é um direito assegurado pela Constituição Federal de 1988.

DMB 2021 no Brasil: o saneamento no centro do debate

Com o propósito de debater o Dia Mundial do Banheiro no cenário atual de ampliação da pobreza e da precariedade de condições de vida da população, o Instituto Água e Saneamento organiza uma programação de 19 a 24 de novembro. A saber, muitos despejos forçados ocorreram no período da pandemia ocasionando a ampliação de moradias improvisadas e precárias. Por isso, no atual contexto de crises hídrica, climática, sanitária e política, o IAS pretende discutir e levantar possíveis soluções para os problemas que afetam a população e o seu acesso ao esgotamento sanitário. Sobretudo, as pessoas mais vulneráveis social e economicamente.

A falta de saneamento básico ainda é uma realidade normalizada no Brasil. Atualmente, mais da metade da população do país sofre com a falta de saneamento básico, segundo estudo divulgado no ano passado pelo IBGE. No entanto, sete em cada dez brasileiros não sabem que é básico o acesso ao saneamento, direito humano estabelecido pela Organização das Nações Unidas em julho de 2010. 

A programação do próximo Dia Mundial do Banheiro está disponível em diamundialdobanheiro.org.br/

O Dia Mundial do Banheiro no Brasil

O Dia Mundial do Banheiro no Brasil tem pouca visibilidade. Ao longo dos anos, foram realizadas ações pontuais. Em 2019, o país recebeu pela primeira vez, já na 19ª edição, liderado pelo Instituto Trata Brasil, o World Toilet Summit, evento realizado há 18 anos pela World Toilet Organization (WTO). Foi a primeira vez do WTS na América Latina. Pensando nisso, em 2020, o IAS entendeu que é preciso dar visibilidade à data, afinal já existe o Dia Mundial da Água e é preciso também falar sobre saneamento. Foi quando a ONU trouxe o mote “Saneamento Sustentável e as Mudanças Climáticas”. Alinhado à temática, o Instituto Água e Saneamento liderou uma série de debates sobre o tema no Brasil, promovendo um dia inteiro da programação “Saneamento tem solução”, com transmissão ao vivo por meio do Youtube e Facebook. Veja mais detalhes neste link.

Dessa forma, para realizar a discussão, se juntaram ao IAS 17 organizações parceiras da sociedade civil: Aliança pela Água; Artigo 19, Associação Bem-Te-Vi, Coletivo Ame o Tucunduba, Fundação Avina, ICLEI, Instituto de Estudos Avançados-USP, Instituto Democracia e Sustentabilidade – IDS, Instituto Iguá, Instituto Galo da Manhã, Instituto Trata Brasil, Movimento A Moda pela Água, Observatório da Governança das Águas – OGA, Pacto Global, Portal Ecoera, Purpose, SOS Mata Atlântica e SuSanA LatinoAmérica.

Assista aos debates no Youtube clicando na imagem a seguir:

Dia Mundial do Banheiro 2020 no Brasil