Especialistas e organizações da sociedade civil lançam VI Relatório Luz nesta quinta-feira (30)

Publicado em 29 jun 2022

Escrito por Equipe IAS

Tags:

Especialistas e organizações da sociedade civil lançam VI Relatório Luz nesta quinta-feira (30)

Relatório avalia o andamento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Brasil e está em sua 6a edição. O Instituto Água e Saneamento (IAS) coordenou a avaliação sobre o ODS 6 – Água Potável e Saneamento. Das 8 metas, 2 estão ameaçadas e 6 em retrocesso

O VI Relatório Luz da Sociedade Civil sobre a Implementação da Agenda 2030 no Brasil será lançado no próximo dia 30, às 14h, durante audiência pública virtual da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Deputados. Para o evento foram convidadas autoridades dos três poderes, representantes das Nações Unidas, OAB, embaixadores/as e representantes de organizações da sociedade civil.

O Relatório Luz 2022 é o único documento hoje no país que acompanha o status de cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e este ano foi produzido por 101 especialistas de 48 organizações que integram o Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030.

O documento dá seguimento a uma série histórica que teve início em 2017 e apresenta um panorama geral das políticas sociais, ambientais e econômicas do Brasil, a partir de dados oficiais. Este ano será disponibilizada uma tabela comparativa, mostrando a evolução e a involução das metas analisadas.

“Os dados que apresentamos com a VI edição do RL são irrefutáveis. Eles indicam não apenas um país cada vez mais longe do desenvolvimento sustentável, como um Estado brasileiro que tem desmontado políticas, programas e orçamentos que eram essenciais para a garantia de direitos, sem que os demais poderes coloquem limites ao desmantelo em curso”, pontua Alessandra Nilo, co-facilitadora do GT Agenda 2030 e coordenadora geral da ONG Gestos.

O Instituto Água e Saneamento é a organização ponto focal e junto a outras organizações elaboraram o mapeamento dos avanços e retrocessos das metas do Capítulo do ODS 6 no Relatório Luz. O ODS 6  traz o objetivo de assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e do saneamento para todas as pessoas.  A Responsável por Redes e Parcerias do Instituto Água e Saneamento, Mariana Clauzet, revela que das 8 metas do ODS 6, seis estão em retrocesso e duas ameaçadas.

“Hoje, 36 milhões e 600 mil brasileiros ainda não têm acesso ao serviço de abastecimento de água potável; o tratamento de esgoto não chega a quase metade (45%) da população do país e somente 50,8% do esgoto sanitário é tratado. As áreas precárias são mais afetadas pela falta do serviço ou distribuição inadequada e as recentes enchentes, traduzem a dificuldade de acesso aos serviços e escancaram a ausência de medidas de emergência e contingência; a gente constata o agravamento da pobreza sanitária e menstrual entre as mulheres”, afirma Clauzet.

Assista por meio do link: https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/2787/.